sexta-feira , 1 dezembro 2023
Home / Notícias / Obama anuncia ajuda de US$ 3 bilhões para combater mudanças climáticas

Obama anuncia ajuda de US$ 3 bilhões para combater mudanças climáticas

DINHEIRO VAI PARA UM FUNDO DA ONU CRIADO PARA AUXILIAR OS PAÍSES EM DESENVOLVIMENTO A ENFRENTAR OS EFEITOS DAS MUDANÇAS CLIMÁTICAS

obamaO presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, anunciou que seu país vai doar US$ 3 bilhões para um fundo da ONU criado para auxiliar os países em desenvolvimento a enfrentar os efeitos das mudanças climáticas.

"Estou anunciando que os Estados Unidos deram outro passo importante. Vamos contribuir com US$ 3 bilhões para o Fundo Verde para o Clima para podermos ajudar as nações em desenvolvimento", disse Obama em discurso na Universidade de Queensland, em Brisbane, na Austrália, antes de participar da Cúpula do G20.

"Isso nos dá a oportunidade de ajudar comunidades vulneráveis com sistemas de alarme, com defesas mais fortes contra as tempestades e infraestruturas mais resistentes ao clima", destacou o líder americano.

O Fundo Verde para o Clima das Nações Unidas foi criado para incentivar programas de baixa emissão de carbono dos países em desenvolvimento e para captar fundos para que os países mais vulneráveis à mudança climática, entre eles os do Pacífico Sul, possam fazer frente às consequências das mudanças climáticas.

O presidente americano também defendeu a transição "para uma economia com energias mais limpas que permitam o crescimento econômico, a geração de emprego e, ao mesmo tempo, reduzir as emissões de carbono".

O anúncio de Obama acontece na mesma semana em que os EUA e a China chegaram a um acordo histórico sobre as mudanças climáticas.

Segundo esse pacto, os Estados Unidos reduzirão entre 26% e 28% das suas emissões, relativas aos níveis de 2005, até 2025, o que representa um número duas vezes maior que os cortes previstos entre 2005 e 2020.

Por sua vez, o presidente da China, Xi Jinping, afirmou que o volume das emissões de carbono de seu país alcançará seu nível máximo em 2030, quando começarão a ser reduzidas. Além disso, se comprometeu a produzir, a partir desse mesmo ano, 20% da energia nacional de fontes limpas e renováveis.

Obama pediu que os países se comprometam a estabelecer uma meta para reduzir as emissões e analisem com objetividade os dados científicos para seja possível chegar a "um forte acordo global no próximo ano".

O primeiro-ministro da Austrália, Tony Abbott, relutou em incluir a questão das mudanças climáticas na Cúpula do G20 por considerar que a mesma deveria focar no crescimento econômico e na geração de empregos.

No entanto, Obama lembrou hoje que a Grande Barreira de Corais, que fica em frente ao litoral nordeste da Austrália, está em perigo e espera que ela continue existindo quando ele, suas filhas e seus netos voltarem ao país.

Fonte: Revista Época Negócias
Foto: Getty Images/Divulgação

Além disso, verifique

vComissão da Câmara pode votar parecer sobre regulamentação do hidrogênio verde

Comissão da Câmara pode votar parecer sobre regulamentação do hidrogênio verde

Por André Martins para EXAME. Considerado o combustível do futuro, o hidrogênio é utilizado para …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *