quinta-feira , 19 outubro 2017
Home / Notícias / Traficante de falcões é preso em ação conjunta Brasil-Chile

Traficante de falcões é preso em ação conjunta Brasil-Chile

Um irlandês foi preso em flagrante nesta quinta-feira (22/10) no Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos/SP, sob acusação de tráfico internacional de ovos de uma espécie rara de falcão.

A operação foi realizada pelo Ibama em parceria com a Agência Ambiental do Chile e a Polícia Federal. Ele foi autuado em R$ 40 mil e responderá por crime ambiental por transportar ovos da fauna silvestre sem autorização dos órgãos ambientais competentes.

O irlandês foi flagrado com quatro ovos da espécie Falco Peregrinus, que estavam dentro de uma chocadeira na bagagem de mão. Ovoscopia confirmou que três tinham embrião formado.

Nos dois volumes despachados, foram encontradas duas incubadoras e equipamentos de alpinismo (cordas, mosquetão, cinto e capacete) que teriam sido usados para acessar ninhos de falcão em bordas ingrimes de desfiladeiros.

O infrator partiu de Santiago do Chile e tinha como destino o aeroporto de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. Lá, onde a falcoaria é muito praticada, os ovos têm mercado clandestino valorizado.

O acusado, que passou mal na carceragem do aeroporto e foi internado, será apresentado à Justiça Federal. Em 2010, ele já havia cumprido dez meses de prisão na Inglaterra por transportar 14 ovos de falcão com valor estimado de até 70 mil libras cada.

A operação foi resultado de articulação entre autoridades da Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies da Flora e Fauna Selvagens em Perigo de Extinção (Cites) no Brasil e no Chile.

“A parceria do Ibama com a Agência Ambiental do Chile fortalece cada vez mais a integração do continente na defesa do meio ambiente”, disse o chefe da Unidade do Ibama no Aeroporto de Guarulhos, Daniel Visciano, destacando o trabalho no aeroporto internacional de São Paulo.

Verbena Fé e Rodrigo Santori
Assessoria de Comunicação do Ibama

Fonte: Ibama

Créditos a imagem: Falcoaria Online

Além disso, verifique

Direito-Ambiental-thumb-71

Breve comentário à Lei que estabelece o Produto Interno Verde – O que mudou nos parâmetros clássicos de desenvolvimento.

por Adalberto Arruda Silva Júnior. Entrou em vigor essa semana, dia 17 de outubro, a ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *