segunda-feira , 21 outubro 2019
Home / Notícias / Conheça cinco edifícios sustentáveis no Brasil

Conheça cinco edifícios sustentáveis no Brasil

O Brasil já ocupa a quarta posição no ranking mundial de construções sustentáveis, de acordo com o órgão internacional Green Building Council (Conselho de Construções Verdes).

O primeiro prédio sustentável brasileiro foi erguido em 2004 e, de 2007 até abril de 2012, o país já registrou um total de 526 empreendimentos sustentáveis, sendo 52 certificados e 474 em processo de certificação no GBC.

O EcoD selecionou cinco prédios que já possuem a certificação, são eles:

Complexo Comercial Rochaverá – São Paulo

O Rochaverá foi um dos primeiros empreendimentos do Brasil a reunir vários dos conceitos de Green Building e a conquistar a certificação LEED, categoria Gold. Isso porque todo o projeto foi concebido dentro de quatro premissas: redução do consumo de energia e dos custos operacionais e de manutenção; diminuição do uso de recursos ambientais não renováveis; melhoria da qualidade interna do ar; e ganhos de qualidade de vida e da saúde dos usuários.

Um dos destaques da construção está no sistema próprio de co-geração de energia elétrica, capaz de atender a 100% da carga de todo o complexo, de forma ininterrupta.

Eldorado Business Tower – São Paulo

O Eldorado Business Tower, edifício de arquitetura marcante e imponente na Av. das Nações Unidas, região da Marginal Pinheiros da capital de São Paulo, obteve o LEED® C&S – Platinum, certificação Greenbuilding pelo USGBC (United States Greenbuilding Council). Segundo o Centro de Tecnologia de Edificações (CTE), os principais resultados que demonstram a alta performance ambiental do Eldorado Business Tower são:
•33% de economia no consumo de água potável, comparado ao padrão norte-americano.
•100% de economia de água potável para irrigação
•18% de economia no consumo de energia
•74% de todo resíduo gerado na obra foi desviado de aterros
•30% de todo material empregado é de origem reciclada
•50% de todo material adquirido é de origem local
•95% de toda madeira é certificada pelo FSC (Forest Stewardship Council);
•25% de redução da vazão e volume de água lançada na rede pública durante as chuvas.

Torre Vargas 914 – Rio de Janeiro

A Torre Vargas, localizada na região central da capital carioca, na Avenida Presidente Vargas, possui 6.315,18 metros quadrados de área útil e teve consultoria ambiental da Cushman & Wakefield para adequar o projeto aos padrões de certificação Leed.

Entre as mudanças no prédio, estão: novo sistema de iluminação de periferia, através de sensores de fachada; instalação de motores elétricos de alto rendimento; uso de medidor de consumo energético individual, possibilitando a rápida identificação de eventuais desvios de consumo (com agilidade); e inclusão de sanitários equipados com metais de pressão para evitar desperdício e esquecimento de torneiras abertas, vasos sanitários com duplo acionamento (3 e 6 litros) e mictórios com sensor de presença.

Ventura Corporate Towers – Rio de Janeiro

Composto por duas torres, o empreendimento comercial atualmente é ocupado pela Petrobras e pelo BNDES. Localizado na Cidade Nova, o empreendimento contou com diferentes diretrizes que reduzem o impacto sobre o meio ambiente tanto na obra como no dia a dia. Juntas, suas duas torres, com 36 andares cada uma, totalizam 170 mil metros quadrados de área construída, sendo 106 mil metros quadrados de área locável.

O prédio, inteligente, permite que a intensidade da luz seja avaliada através de sistemas de computador. Em dias nublados, por exemplo, a luz artificial é intensificada nos ambientes. Já em dias ensolarados, o computador reduz a intensidade luminosa. Vidros especiais também foram instalados para garantir a iluminação natural e o conforto térmico no interior do empreendimento. Além disso, há sistema de controle de descarte de entulho e reciclagem de lixo.

Edifício Cidade Nova – Rio de janeiro

O Edifício Cidade Nova, localizado na Rua Ulisses Guimarães, 565, Cidade Nova, no Rio de Janeiro, foi construído pela Bracor, com arquitetura assinada pelo escritório Ruy Resende. A categoria Core&Shell indica que as partes interna e externa do edifício são sustentáveis. O prédio possui seis fachadas compostas por grandes planos de vidro isotérmicos que barram a radiação solar.

Com consultoria ambiental da Cushman & Wakefield, a construção segue normas que diminuem o impacto sobre o meio ambiente, como captação e reúso de água, concepção de paisagismo e área verde proporcionais à edificação, redução de consumo de energia, menos emissão de CO2, controle de ar condicionado individual e disponibilização de vagas especiais para veículos de baixa emissão de poluentes. O Edifício Cidade Nova abriga a Universidade Petrobras.

Fonte: Eco Desenvolvimento

Além disso, verifique

direito-ambiental-thumb-42

É possível alterar a titularidade de licenças e processos de licenciamento ambiental?

por Alexandre Victor Abreu. O licenciamento ambiental é o instrumento estabelecido pela Política Nacional de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *