sábado , 16 janeiro 2021
Home / Notícias / Ibama multa responsáveis por mutilar cauda de baleia jubarte em rota migratória

Ibama multa responsáveis por mutilar cauda de baleia jubarte em rota migratória

Ferimento da embarcação causou a morte da Baleia Jubarte. O cetáceo estava em sua rota migratória.

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) autuou nesta quinta-feira (28/05/2020) os responsáveis pela embarcação que mutilou a cauda de uma baleia jubarte em rota migratória próxima a costa de Santa Catarina. Foram lavrados quatro autos de infração.

Como resultado da a ação fiscal, o proprietário e o mestre da embarcação respondem por matar animal da fauna brasileira em extinção e por pescar em período proibido. O barco foi apreendido.

José Truda Palazzo Jr.:

Pra esclarecer, o Vice-presidente do Instituto Augusto Carneiro e Conselheiro do Instituto Baleia Jubarte, José Truda Palazzo Jr. registra:

“este é apenas um caso documentado e escandaloso de um crime ambiental que ocorre diariamente no mar brasileiro: a morte ‘acidental’ de baleias, golfinhos, albatrozes, tartarugas e outras espécies vulneráveis e ameaçadas em redes de pesca.

Isso acontece sem qualquer monitoramento ou fiscalização. A pesca brasileira é um convite à extinção da biodiversidade marinha.”

 

Registre-se que o ilícito ambiental foi divulgado por vídeo que circula nas mídias sociais desde o último domingo (24/05/2020). Os infratores foram identificados.

Ilicitude da pesca

Acima de tudo, a embarcação envolvida no incidente é estruturada para pesca de camarão e não estava autorizada a executar a atividade, devido ao defeso da espécie, que se estende até 31 de maio.

Fonte: Ibama

Além disso, verifique

Penal Ambiental: Para TRF1 não se aplica o princípio da insignificância quando o acusado responde a mais de uma ação por crime ambiental

Pagamento por Serviços Ambientais vira Lei

Lei n. 14.119/21 institui a Política Nacional de Pagamento por Serviços Ambientais O Presidente da República, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *