sábado , 24 fevereiro 2018
Home / Notícias / Vereador que combate a poluição visual é mais votado do país, em SP.

Vereador que combate a poluição visual é mais votado do país, em SP.

Trípoli, do PV, fez 132.313 votos e foi o vereador mais votado do Brasil.

Primeiro colocado na eleição da capital paulista, Trípoli foi autor da lei Cidade Limpa.

Muitos políticos ainda não se deram conta da importância do combate efetivo à poluição visual. São Paulo mais uma vez dá exemplo.

Veja também:

http://direitoambiental.com/poluicao-visual-e-a-qualidade-de-vida-nos-centros-urbanos-eleicoes-2012/

e

http://direitoambiental.com/sp-candidatos-rejeitam-volta-de-outdoor/

 

Perfil:

 

Roberto Tripoli (PV), líder do prefeito Gilberto Kassab (PSD) na Câmara Municipal, surpreendeu na eleição deste domingo (7) e foi o candidato a vereador mais votado na cidade de São Paulo

Com mais de 130 mil votos, o ex-tucano Tripoli superou Andrea Matarazzo, cacique do PSDB, que líderes de todos os partidos apostavam que seria o mais votado.

 

Tripoli deixou o PSDB em 2005, quando aliou-se à oposição ao então prefeito José Serra (PSDB) e elegeu-se presidente da Câmara Municipal dando origem ao chamado "centrão", grupo de vereadores que se autodenominava independente para negociar com o prefeito –primeiro Serra, depois Kassab– apoio nos projetos importantes em troca de verbas e cargos.

Meses antes de deixar a Presidência da Câmara, Tripoli aprovou um projeto que autorizava que ex-presidentes tivessem segurança paga pela Casa durante um ano após deixar o cargo.

Irmão do deputado federal Ricardo Tripoli (PSDB-SP), ele vai para seu sétimo mandato tendo como principal bandeira de campanha a defesa dos animais. Em relação à eleição de 2008, ele quase triplicou sua votação –foi o 13º vereador mais votado na ocasião, com 45.750 votos.

Tripoli é o autor da proposta de criação de um hospital público para animais, aberto neste ano por Kassab no Tatuapé (zona leste) e que já tem lotação esgotada. Ele prometeu criar novos hospitais desse tipo em outras regiões.

Fonte: Folha de SP

Além disso, verifique

direito-ambiental-thumb-42

Justiça anula processo administrativo e condena órgão ambiental em dano moral

A 21ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul julgou improcedente ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *