terça-feira , 26 setembro 2017
Home / Legislação / Relator do Projeto de nova lei de licenciamento ambiental retira pedido de urgência após ofício da OAB

Relator do Projeto de nova lei de licenciamento ambiental retira pedido de urgência após ofício da OAB

“A OAB encaminhou ofícios ao presidente da Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados, deputado Covatti Filho, e ao relator do Projeto de Lei 3729/2004, Mauro Pereira, pedindo que a proposta seja retirada da pauta de votação daquele colegiado. O projeto estabelece nova Lei Geral do Licenciamento Ambiental. Os ofícios foram assinados pelo presidente nacional da Ordem, Claudio Lamachia, e pela presidente da Comissão Nacional de Direito Ambiental, Marina Gadelha. Após o pedido da OAB, Pereira decidiu retirar o pedido de urgência da proposta, decisão tomada na sessão realizada nesta quarta-feira (10/05/2017), na comissão.

‘Caso seja realizada de modo açodado, em meio a uma crise política gravíssima e sem a indispensável colaboração de sociedade civil, a aprovação do substitutivo poderá acarretar indesejável retrocesso não apenas no sistema de licenciamento ou na legislação ambiental de modo mais amplo, mas, especialmente, na discussão e na troca de conhecimentos, que constituem as bases nas quais deve assentar-se o Estado Democrático de Direito’, diz o ofício encaminhado pela Ordem aos parlamentares.

Segundo Marina, como já houve parecer apresentado na comissão, a proposta está pronta para voto. ‘A OAB quer ampliar o debate e se inserir no debate do Projeto de Lei 3729/2004 e seus substitutivos. Inclusive, tem substitutivo bem recente, apresentado este ano. Atualmente o licenciamento ambiental é regido por resoluções esparsas e isso torna sua aplicação e compreensão algo bastante confuso. A OAB entende que existe a necessidade de uma lei geral de licenciamento ambiental no Brasil, mas a forma como esse projeto de lei vem sendo conduzido, com urgência na tramitação, prejudica o debate e consequentemente a inserção da sociedade nesse projeto’, disse Marina.

Além de pedir a retirada de pauta da proposta, o ofício da Ordem pede a inclusão da Comissão Nacional de Direito Ambiental do Conselho Federal da OAB na discussão para que, como defensora da sociedade, a entidade possa contribuir com o debate, reafirmando seu compromisso com os direitos humanos, a Constituição Federal e a democracia”.

Fonte: OAB, 11/05/2017.

Leia o texto do polêmico projeto na íntegra:

2017_04_27 Proposta Substitutivo PL 3729_2004 CFT

Além disso, verifique

Direito-Ambiental-thumb-88

TRF1 determina demolição de barragem construída irregularmente em área de preservação permanente na região da Serra da Canastra

“A 6ª Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) determinou que a barragem ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *