terça-feira , 26 setembro 2017
Home / Notícias / Projeto isenta de IPI equipamentos para indústria da reciclagem

Projeto isenta de IPI equipamentos para indústria da reciclagem

2012071083850_MarcoTebaldi 0907MEDA Câmara dos Deputados analisa o Projeto de Lei 5353/13, do deputado Marco Tebaldi (PSDB-SC), que isenta do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) os equipamentos e máquinas que otimizam o reaproveitamento e a reciclagem de madeiras, compensados, plásticos, papéis, metais, pneus, tambores, embalagens, materiais orgânicos, tecidos, CDs, automóveis e baterias, entre outros recursos que necessitam de tratamento final.

“O objetivo é massificar a oferta desses equipamentos e máquinas, concedendo alíquota zero do IPI, para incentivar a indústria da reciclagem”, explica o autor.

De acordo com a proposta, a isenção será reconhecida pelo Ministério da Fazenda aos equipamentos e máquinas fabricadas e comercializadas em todo o território brasileiro.

Ainda conforme o texto, as despesas com a isenção virão do excesso de arrecadação da União (saldo positivo das diferenças acumuladas mês a mês entre a arrecadação prevista e a realizada) e por dotações do Orçamento-Geral da União.

“Ao mesmo tempo em que haverá relativa perda de receita com a isenção tributária, haverá benefícios com o desenvolvimento da educação ambiental e a geração de emprego e renda no setor”, argumenta Tebaldi.

Tramitação 
De caráter conclusivo, a proposta será analisada pelas comissões de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

 

Íntegra da proposta:
PL-5353/2013

Reportagem – Lara Haje
Edição – Marcos Rossi
Foto: Arquivo/ Renato Araújo
Fonte: Agência Câmara de Notícias

Além disso, verifique

Direito-Ambiental-thumb-88

TRF1 determina demolição de barragem construída irregularmente em área de preservação permanente na região da Serra da Canastra

“A 6ª Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) determinou que a barragem ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *