quinta-feira , 24 agosto 2017
Home / Notícias / Portugal sacrifica 2.800 cavalos

Portugal sacrifica 2.800 cavalos

Devido à crise que afeta a Europa, os criadores não têm como mantê-los e pela mesma razão há poucos compradores

Cavalos

Cavalos: desde o início do ano, 2.803 cavalos lusitanos, ou seja, quatro vezes mais que no ano passado, foram sacrificados

Lisboa – Cerca de 2.800 cavalos de raça lusitana foram sacrificados em 2012 em Portugal onde, devido à crise, os criadores não têm como mantê-los e pela mesma razão há poucos compradores, revelou uma associação portuguesa de criadores de cavalos.

"Atualmente, devido à crise e porque não conseguem vendê-los, há criadores que preferem realizar uma seleção e sacrificar alguns destes animais", explicou à rádio TSF Luis Vinhas, presidente da associação portuguesa de criadores de cavalos puro-sangue lusitanos.

"As pessoas que os enviam ao matadouro não o fazem com bom-humor, mas mantê-los vivos sem dar comida é ainda pior", acrescentou.

Desde o início do ano, 2.803 cavalos lusitanos, ou seja, quatro vezes mais que no ano passado, foram sacrificados, segundo estatísticas oficiais que não informam quantos equinos pertenciam a esta raça puro-sangue.

Caro em sua manutenção, um puro-sangue lusitano tem no mercado um preço que varia de 4.000 a 15.000 euros em função de sua idade e nível de adestramento.

Segundo José Campos Oliveira, presidente da associação de produtores de leite e de carnes, "a maioria" dos animais sacrificados é composta de puro-sangue lusitanos.

Fonte: Exame. com

Além disso, verifique

post-artigo-thumb-3

A responsabilidade civil ambiental na sucessão entre empresas: a solidariedade e a obrigação propter rem

A obra  “A responsabilidade civil ambiental na sucessão entre empresas: a solidariedade e a obrigação ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *