quinta-feira , 27 julho 2017
Home / Notícias / Porto Alegre/RS – Aprovadas novas regras para corte de árvores

Porto Alegre/RS – Aprovadas novas regras para corte de árvores

portoalegre_f_022O Plenário da Câmara Municipal de Porto Alegre aprovou nesta quarta-feira (17/12) projeto de lei complementar e Mensagem Retificativaque tratam de procedimentos para supressão, transplante e poda de árvores na cidade. O PLC 013/13 é de autoria do Executivo. O projeto ainda define as compensações e as punições em caso de descumprimento das regras.

"O PLC visa atender ao disposto no artigo 243 da Lei Orgânica do Município, o qual determina que uma lei complementar definirá os casos em que, por risco à pessoa, dano ao patrimônio ou necessidade de obra pública ou privada, se admitirá o abate, a poda ou o corte", explica o prefeito. "O projeto também estabelece um sistema de compensação vegetal, que até então vinha sendo regulado por meio de decretos."
Em relação às compensações, o Executivo informa que foi criada uma nova tabela de contrapartidas baseada em novas categorias de vegetação. "É uma nova forma de pensar, mudando-se o critério de troca de árvore por árvore, pelo critério de troca de impacto por preservação, procurando valorizar e proteger os biomas Mata Atlântica e Pampa, existente na cidade."
 
Além da Mensagem Retificativa e da Subemenda 1 à Mensagem, também foram aprovadas as seguintes emendas: Emenda 5Emenda 6Emenda 7Emenda 8(e Subemenda 1), Emenda 12 (e Subemenda 1), Emenda 13Emenda 15,Emenda 16Emenda 17Emenda 18Emenda 19 e Emenda 20.

 

Fonte: Assessoria de Comuncação da Câmara Municipal de Porto Alegre
Texto e edição: Marco Aurélio Marocco (reg. prof. 6062)
                       Carlos Scomazzon (reg. prof. 7400)

Foto: Rua da República, em Porto Alegre (Cris Gutkoski/UOL/Divulgação)
 

Além disso, verifique

thumb-dmlu

Resíduos Sólidos – Lei 12.305/2010 – Política Nacional de Resíduos Sólidos – comentada artigo por artigo

A Advogada Telma Bartholomeu Silva acaba de lançar, pela Editora Nova Onda,  a obra “Resíduos ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *