terça-feira , 25 julho 2017
Home / Notícias / Nova espécie de peixe é descoberta no Rio Maquiné

Nova espécie de peixe é descoberta no Rio Maquiné

nepMais uma vez, foi descoberta uma nova espécie de peixe nas águas que formam a Bacia do Tramandaí. O lambari-escuro (Astyanax douradilho) foi encontrado a partir de estudos realizados por Vinícius Bertaco no arroio Encantado, em Maquiné. Bertaco é pesquisador do laboratório de Ictiologia do Museu de Ciências Naturais da FZBRS (Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul) e um dos autores do Guia de Identificação dos Peixes da Bacia do Rio Tramandaí,* publicado na primeira fase do Projeto Taramandahy, patrocinado pela Petrobras, através do então Programa Petrobras Ambiental. Na segunda fase do Projeto são realizadas ações de monitoramento de qualidade da água, recuperação e manutenção das matas ciliares, de educação e sensibilização ambiental, dando continuidade ao trabalho de conservação e melhoria da qualidade da água. Esta nova fase está inserida noPrograma Petrobras Socioambiental, que apoia iniciativas para garantir o acesso universal e a sustentabilidade do uso da água, incluindo procedimentos ligados à gestão de recursos hídricos e ao uso racional da água.

Segundo o artigo publicado, a espécie Astyanax douradilho distingue-se das suas congêneres pela presença de 37–39 escamas perfuradas na linha lateral, 3–5 dentes tricuspidados no maxilar, 22–24 raios ramificados na nadadeira anal, ausência de uma faixa escura entre a região umeral e o pedúnculo caudal, duas manchas umerais verticalmente alongadas. Além do comprimento da cabeça (26,0–29,9% do comprimento padrão), do comprimento do maxilar (43,8–50,6% do comprimento da cabeça) e comprimento do focinho (23,0–28,6% do CC).

maquineA pesquisa revela que o lambari-escuro ocorre apenas nos tributários do Rio Maquiné – na Bacia do Rio Tramandaí – sendo uma espécie endêmica dessa região e encontrada na calha dos rios e riachos de água transparente e com bastante vegetação ao seu redor. Nesse sentido, Bertaco também explica a importância da descoberta para além do conhecimento científico:

“Além de contribuir para o avanço do conhecimento científico, a descoberta dessa nova espécie de peixe é muito importante pra região, pois indica que ainda há ambientes relativamente preservados na Mata Atlântica que possibilitem a manutenção do ciclo vital dessa espécie. Informações sobre a biologia, como por exemplo, o tamanho populacional da espécie, ainda são inexistentes. Com base nesse conhecimento, estudos de ecologia são recomendados e ações de políticas públicas poderão ser implementadas no âmbito da conservação ambiental, garantindo a biodiversidade da região.”

A próxima etapa dos estudos, conforme explica o pesquisador, será descobrir se a espécie também ocorre em outros cursos d’água da região como, por exemplo, o Rio Três Forquilhas, também pertencente à Bacia do Tramandaí. Recentemente, os estudos de Vinícius Bertaco, juntamente com o pesquisador Luiz Roberto Malabarba, haviam levado à descoberta a uma nova espécie de lambari-listrado (Hollandichthys multifasciatus), encontrada nas bacias dos rios Tramandaí, Mampituba e Araranguá. Veja matéria aqui.

Você pode fazer download gratuito do Guia de Identificação dos Peixes da Bacia do Rio Tramandaí na seçãoPesquisas e Publicações no site www.onganama.org.br.

Acesse aqui o artigo sobre Astyanax douradilho.

Fonte: Anama – Ação Nascente Maquiné
Texto de: Anaiara Ventura – Assessoria de Imprensa – 
Jornalista MTB/RS: 15155
Foto: Anama/Divulgação

 

Além disso, verifique

thumb-dmlu

Resíduos Sólidos – Lei 12.305/2010 – Política Nacional de Resíduos Sólidos – comentada artigo por artigo

A Advogada Telma Bartholomeu Silva acaba de lançar, pela Editora Nova Onda,  a obra “Resíduos ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *