terça-feira , 26 setembro 2017
Home / Notícias / Lixões clandestinos controlados por traficantes são fechados na Baixada Fluminense

Lixões clandestinos controlados por traficantes são fechados na Baixada Fluminense

lixão clandestino

Rio de Janeiro – Dois lixões clandestinos controlados por traficantes foram fechados na quarta-feira, 8/01, próximo ao antigo aterro sanitário de Jardim Gramacho, em Duque de Caixas, na Baixada Fluminense.

A operação da Coordenadoria Integrada de Combate aos Crimes Ambientas (Cicca), da Secretaria de Estado do Ambiente, com apoio do 15° Batalhão da Polícia Militar (PM), flagrou a fuga de traficantes pela mata próxima ao lixão.

Segundo a secretaria, os criminosos cobravam um valor inferior aos aterros sanitários pela tonelada de lixo, resíduos da área de saúde e construção civil, além de lixo domésticos despejados por condomínios da região.

Para impedir o surgimento de novos lixões clandestinos no bairro de Jardim Gramacho, o prefeito de Duque de Caxias, Alexandre Cardoso, e o secretário estadual do Ambiente, Carlos Minc, que acompanharam a operação, anunciaram que vão instalar câmeras de monitoramento e guaritas policiais para fiscalizar o terreno.

“Estamos em fase de detalhamento do projeto Bairro Sustentável Jardim Gramacho e, em breve, anunciaremos o segundo polo de reciclagem para resíduos da construção civil, que empregará mais 90 catadores. Além das câmeras para monitorar a entrada dos caminhões, vamos refazer parte dos 8 quilômetros de cerca instalados para impedir que continue o aterramento de manguezais do entorno da Baía de Guanabara”, disse Minc.

Edição: Aécio Amado
Foto: Tânia Rêgo/ABr

Além disso, verifique

Direito-Ambiental-thumb-88

TRF1 determina demolição de barragem construída irregularmente em área de preservação permanente na região da Serra da Canastra

“A 6ª Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) determinou que a barragem ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *