segunda-feira , 16 outubro 2017
Home / Notícias / Ibama fiscaliza postos de combustíveis irregulares

Ibama fiscaliza postos de combustíveis irregulares

Portal Brasil

05-postoO Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) realizou uma grande operação de fiscalização ambiental para coibir empreendimentos com atividades potencialmente poluidoras sem registro no Cadastro Técnico Federal (CTF). A operação abrangeu os 27 estados brasileiros e teve como alvos os postos distribuidores de combustíveis que não estavam inscritos no CTF.

Ao todo, foram autuados 773 postos, totalizando R$ 3.030.650,00 em multas. O valor de cada multa variou de R$ 900,00 a R$ 9.000,00 conforme o porte do empreendimento.

Além de aplicar as sanções administrativas para aqueles que estavam irregulares, outro objetivo da operação foi fazer com que todos os postos de combustíveis busquem se regularizar no CTF, evitando assim as punições aplicadas pelo Ibama, destaca o coordenador-geral de Fiscalização Ambiental, Jair Schmitt, alertando que serão realizadas mais operações dessa natureza para promover a regularidade de outras atividades.

O Cadastro Técnico Federal é um instrumento de controle ambiental instituído pela Política Nacional de Meio Ambiente (Lei 6.938/1981) e tem como objetivo registrar todas as atividades potencialmente poluidoras ou utilizadoras de recursos naturais. O registro é feito a partir do site do Ibama e é importante porque permite reunir várias informações ambientais que contribuem para a avaliação da qualidade ambiental em todo o país.

Para aprimorar o CTF, o Ibama vem realizando acordos de cooperação técnica com os órgãos estaduais de meio ambiente (OEMAS) no intuito de aumentar a quantidade de inscritos e, consequentemente, ampliar a base de informações ambientais. Também, está prevista a repartição, com esses órgãos, das receitas provenientes da Taxa de Controle e Fiscalização Ambiental (TCFA). Essas medidas fortalecem o Sistema Nacional de Meio Ambiente (Sisnama).

Sisnama

O Sistema Nacional do Meio Ambiente é formado pelos órgãos e entidades da União, do Distrito Federal, dos estados e dos municípios responsáveis pela proteção, melhoria e recuperação da qualidade ambiental no Brasil.

O objetivo do Sisnama é estabelecer um conjunto articulado e descentralizado de ações para a gestão ambiental no País, integrando e harmonizando regras e práticas específicas que se complementam nos três níveis de governo.

Foto: Divulgação/Internet

Além disso, verifique

direito-ambiental-thumb-45

Edificação e benfeitoria ilegal em área de unidade de conservação não gera direito à indenização pelo Poder Público

“A 5ª Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) manteve sentença da 21ª ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *