quinta-feira , 19 outubro 2017
Home / Notícias / ABRAMPA vai propor novo perfil institucional do Ministério Público Ambiental

ABRAMPA vai propor novo perfil institucional do Ministério Público Ambiental

A direção da Associação Brasileira dos Membros do Ministério Público de Meio Ambiente (Abrampa) instituiu uma comissão de trabalho para propor um perfil institucional do Ministério Público Ambiental.

Segundo o presidente da Abrampa, promotor Luís Fernando Cabral Barreto Junior é crescente a demanda pelo debate e definição do perfil do Ministério Público Ambiental no país.

A comissão que terá a coordenação da promotora Melissa Cachoni Rodrigues (MPPR), será composta pelos promotores Carlos Alberto Valera (MPMG); Oto Almeida Oliveira (MPBA); Marcelo Caetano Vacchiano (MPMT) e Daniel Martini (MPRS).

“Caberá à comissão promover os estudos, debates e propostas necessárias à apresentação do modelo de formação de promotorias regionais”, explicou o presidente da Abrampa.

A equipe coordenada pela promotora Melissa Cachoni além de promover os estudos, sistematizará as experiências já existentes e propor paradigmas legais e institucionais, e demonstrar inclusive os custos, da implantação de promotorias de justiça regionais, por ecossistema ou bacia hidrográfica,

De acordo com Fernando Barreto a proposta será apresentada aos sócios da Abrampa, ao Conselho Nacional de Procuradores Gerais de Justiça e ao Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).

A comissão terá duração de um ano, prorrogável por menos ou igual período para o desempenho de todas as suas tarefas.

“A nossa ideia é apresentar um modelo de definição das atribuições, estruturação das condições de trabalho e de interação com outros órgãos de execução na área ambiental visando assegurar os princípios constitucionais da unidade e da independência funcional e o princípio da eficiência”, afirmou Barreto.

Fonte: Abrampa

Além disso, verifique

Direito-Ambiental-thumb-71

Breve comentário à Lei que estabelece o Produto Interno Verde – O que mudou nos parâmetros clássicos de desenvolvimento.

por Adalberto Arruda Silva Júnior. Entrou em vigor essa semana, dia 17 de outubro, a ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *